XIX Encontro de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa

-

Ao definir o fenômeno da intertextualidade no livro Introdução à semanálise, Júlia Kristeva, a partir de Bakhtin, afirma que “todo texto se constrói como mosaico de citações, todo texto é absorção e transformação de um outro texto. Em lugar da noção de intersubjetividade instala-se a de intertextualidade, e a linguagem poética lê-se pelo menos como dupla”. Essa conceituação, importante para a área dos Estudos Comparados em Literatura, suscitou  numerosas reflexões e reformulações, dentre as quais as elaboradas por  Cesare Segre, o qual ponderou sobre a necessidade de distinção entre uma vinculação textual direta, fundada na coincidência comprovada de enunciados dentro de uma obra, e uma relação com fronteiras menos definidas, construída a partir de relações estabelecidas na convivência de materiais diversos, antropológicos, paradigmas ideológicos e valores culturais. O semiótico reserva então o termo Intertextualidade para referir as relações entre texto e texto, enquanto o termo Interdiscursividade designaria ”as relações que cada texto, oral ou escrito, mantém com todos os enunciados (ou discursos), registrados na cultura correspondente e ordenados ideologicamente além de todos os registros e níveis” (Intertextualità e interdiscursivitànel romanzo e nella poesia).

A partir dessas considerações, o XX Encontro de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa propõe a discussão de como um discurso literário  traz, em sua constituição, outros discursos ou outros sistemas semióticos, como os do domínio da pintura, da música e do cinema, por exemplo, ou ainda outras séries culturais como a Antropologia ou a História, estabelecendo diálogos que não raro propõem o descentramento de sentidos já consolidados e veiculados.

São, portanto, convidados a inscreverem-se trabalhos no âmbito dos Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa que discutam e apresentem leituras em que a interdiscursividade entendida como um “processo em que se incorporam recursos temáticos e/ou figurativos, temas e/ou figuras de um discurso em outro” (Fiorin, Polifonia textual e discursiva, 2003) estejam presentes.

 

PROGRAMAÇÃO PROVISÓRIA

14/10/2019

 

Manhã

09:00 horas - Abertura do evento (Auditório 014  de Ciências Sociais)

10:00 horas - Mesas de Pesquisas em andamento (Pos-Doutorandos) (Auditório

                        014 de Ciências Sociais -)

                     

Tarde

14:00 horas – Mesas simultâneas de comunicações - (salas 164, 165  e 200)

15:30 horas às 15:50 horas – Cofee break

16:00 horas – Mesas simultâneas de comunicações (salas 164 e 165 )

 

Noite

19:00 horas - Homenagem à Profa. Dra. Elza Assumpção Miné (Auditório 014  de Ciências Sociais)

 

15/10/2019

 

Tarde

14:00 horas – Mesas simultâneas de comunicações (salas 112, 164 e 172)

15:30 horas às 15:50 horas – Cofee break

16:00 horas – Mesas simultâneas de Comunicações (salas 112, 164 e 172)

 

Noite

19:00 horas – Mesa de Pesquisas em Andamento (Pos-Doutorandos) (Auditório 014 - Ciências Sociais)

 

16/10/2019

Tarde

14:00 horas – Mesas simultâneas de Comunicações (salas 112, 164 e 172)

15:30 horas às 15:50 horas – Cofee break

16:00 horas – Mesa de Pesquisa em Andamento (Pós-Doutorandos)

 

Noite

19:00 horas – Mesa com o escritor angolano Pepetela (Auditório 014 de Ciências Sociais e sala ao lado com telão)

 

INSCRIÇÃO PARA COMUNICAÇÕES (Prorrogada até as 12h de 07/10/19)

INSCRIÇÃO PARA OUVINTES (16 de setembro a 11 de outubro de 2019)

INSCRIÇÃO PARA MONITORIA (16 a 30 de setembro de 2019)